Vidraça

maio 2018 / Vidraça / Novidade literária

Texto publicado na edição #217

Novidade literária

Notas sobre literatura e mercado editorial

> Por Jonatan Silva | Coluna

Olympio

Agora em maio estreia a revista Olympio, uma iniciativa da escritora Maria Esther Maciel, do jornalista José Eduardo Gonçalves, do arquiteto Maurício Meirelles e do designer Júlio Abreu. A publicação, com o foco em textos inéditos, traz em seu primeiro número o conto A velha e os gatos, de Coeetze, além dos trechos iniciais das memórias que Silviano Santiago está escrevendo para a Companhia das Letras. Entre os colaboradores da edição inaugural estão importantes nomes da literatura nacional como José Castello, Joselia Aguiar, Noemi Jaffe, Paulo Henriques Britto, Joca Reiners Terron e Eliane Robert Moraes. A revista também será lançada em Portugal. 

Prêmio Paraná
Estão abertas as inscrições para o Prêmio Paraná de Literatura 2018. Em sua quinta edição, o concurso seleciona livros inéditos em três categorias: romance, contos e poesia. O vencedor de cada categoria recebe R$ 30 mil e tem sua obra publicada pelo selo Biblioteca Paraná, com tiragem de mil exemplares. As inscrições são gratuitas e devem ser feitas — até 28 de junho — por meio de um formulário disponível no site bpp.pr.gov.br. O resultado será divulgado até a primeira semana de dezembro.

Cortázar na Companhia
A partir de 2019, a Companhia das Letras irá editar as obras de Julio Cortázar (1914–1984). A primeira publicação será um box, em dois tomos, dos contos completos do autor d’O Jogo da amarelinha. A edição, inédita no Brasil, celebrará também os 105 anos de nascimento de Cortázar. De sua obra, atualmente publicada pela Civilização Brasileira, destacam-se Bestiário (1951), Final de jogo (1956), As Armas secretas (1959) e Todos os fogos o fogo (1966). Ainda não foi divulgado quem será responsável pelas novas traduções. 

Flip
A moçambicana, radicada em Portugal, Isabela Figueiredo é um dos nomes confirmados para a Flip, que acontece entre os dias 25 e 29 de julho sob a curadoria da jornalista Joselia Aguiar e que homenageia Hilda Hilst. “A intimidade, o corpo, o racismo, a experiência colonial e a dos retornados, a escrita de si, a memória: uma estreante já madura, Isabela Figueiredo tem uma obra ainda de poucos títulos e, no entanto, muito potente e desconcertante”, afirma Joselia. A editora Todavia acaba de publicar A gorda, o primeiro livro da autora lançado no Brasil. 

Memórias
A cantora, atriz, cineasta e escritora Maya Angelou publica no Brasil, pelo selo Rosa dos Tempos, o relato inédito e comovente Mamãe & eu & mamãe, inspirado na conturbada relação com sua mãe, Vivian Baxter. No texto, a autora de Eu sei por que o pássaro canta na gaiola (1969) fala do processo de reconciliação com a mãe e como ela serviu de inspiração para enfrentar os desafios da vida e da sua multifacetada carreira. 

Coleção 1
A Perspectiva acaba de lançar Os animais domésticos e outras receitas, de Luana Chnaiderman. O livro inaugura a coleção Arranha-céu, dedicada a publicar ficção contemporânea de linguagem inovadora e inventiva. De acordo com a casa, o novo espaço “pretende acompanhar a constante evolução da língua e das mídias”. Os contos de Os animais domésticos e outras receitas são um passeio pela culinária como metáfora das angústias e das agruras do dia a dia. 

Coleção 2
A Nova Fronteira lançou uma edição limitada e de luxo dos títulos da coleção Clássicos de Ouro. Em 2017, a casa já havia lançado algumas obras nesse novo formato. Para a segunda fornada, os livros, que fazem parte do catálogo do selo Ediouro, prestam homenagem às importantes mulheres da literatura mundial como Virginia Woolf, Jane Austen, Marguerite Yourcenar e Simone de Beauvoir.

Breves
• A Arte & Letra, editora e livraria curitibana, publica neste mês As lembranças do porvir, da mexicana Elena Garro, um dos nomes fundamentais da literatura do seu país no século 20. A editora publicará também Sexta-Feira da semana passada, de Manoel Carlos Karam.

• A Paz e Terra acaba de lançar uma nova edição de A experiência do cinema, organizada por Ismail Xavier. Publicado originalmente em 1983, o livro é seminal para entender a sétima arte moderna.

• Mario Sergio Cortella aparece com cinco livros na lista dos mais vendidos, de acordo com apuração do site Publishnews. O estreante Geovani Martins, apontado como a grande revelação da literatura nacional, emplacou seu livro O sol na cabeça.

• A HarperCollins publicará em agosto o “novo” livro de J. R. R. Tolkien, autor d’O senhor dos anéis. Reunindo diversos trechos do escritor a respeito da “queda de Gondolin”, The fall of Gondolin é editado por Christopher Tolkien e ilustrada por Alan Lee.

Print Friendly