Notícias

julho 2015 / Notícias / Oficinas literárias on-line

Notícias

Oficinas literárias on-line

A Estação das Letras (www.estacaodasletras.com.br) está colocando no ar oficinas on-line, que serão similares às aulas presenciais oferecidas pela instituição no Rio de Janeiro.

Os trabalhos serão abertos no mês de julho com conto, romance, poesia e autoficção e os comandos dos escritores João Paulo Vaz, Cintia Moscovich, Luis Maffei e Ana Letícia Leal, respectivamente. As inscrições serão realizadas na página redeescreviver.com.br,  a partir de junho, e os pagamentos poderão ser feitos através do PayPal ou depósito bancário.

O piloto das oficinas foi realizado com alunos da Estação que conhecem o funcionamento das aulas presenciais, com pessoas que não tinham experiência com oficinas, com gente de outros estados – e com residentes em outros países. “A finalidade? Saber como cada uma dessas pessoas, com perfis, histórias e fuso-horários diferentes encarariam a experiência. E o resultado foi muito positivo”,  avalia a fundadora e coordenadora da Casa, Suzana Vargas.

Entre os benefícios apontados pelas “cobaias”, estão o exercício da escrita com feedback, a motivação para continuar escrevendo e a possibilidade de dispensar o deslocamento, não a interação ao vivo.

Com a viabilização dos cursos à distância, os apelos de alunos do Brasil inteiro – carentes de lugares como a Estação das Letras onde podem aprender técnicas de escrita literária, além de se qualificarem para trabalhar em diversas áreas do mercado editorial através dos cursos de formação – serão atendidos. De acordo com Suzana, as oficinas on-line são a forma encontrada de o trabalho da Estação chegar até essas pessoas, uma vez que o espaço não pode – nesse momento – multiplicar-se para atender às diversas demandas.

As oficinas on-line são um projeto acalentado há tempos pela casa, mas nasceu dos diversos apelos recebidos pela instituição que encontrou um método diferenciado e próprio de trabalho on-line para seus cursos.  O sistema está voltado às necessidades e condições de cada pessoa, com contatos mais próximos, grupos menores, possibilidade real de comunicação em chat, além de encontros presenciais em determinados momentos. Diversas  plataformas foram pesquisadas e testadas até o formato definitivo com a Moodle (plataforma de aprendizagem a distância baseada em software livre. Na sigla em inglês, LMS – Learning Management System ), utilizada para as oficinas on-line quanto para a rede social na Estação das Letras.

Outro mecanismo virtual de interface entre alunos, professores, grupos, escritores, que não necessariamente precisam participar das oficinas, na Estação das Letras é a Rede Escreviver (redeescreviver.com.br). A Rede é uma vitrine gratuita, um fórum de discussão sobre textos autorais ou não, livros lidos, divulgação das publicações dos autores ou neo-autores, intensificando a troca de experiências e possibilidades. Já os alunos das oficinas on-line terão benefício extra, ao utilizarem a rede social como apoio para pesquisas e estudos de seus cursos bem como para trocar experiências com outros usuários dessa rede.

“É no poder de um viés mais humano e sensível de organizar essas aulas não presenciais que acreditamos. Assim como não é mecânica a criação de texto – sem regras pré-concebidas e cada escritor trabalhando com modo e estilo próprios – o on-line também não precisa ser tão automático e mecanizado quanto poderia. As oficinas on-line e a Rede Escreviver reforçam o trabalho pela democracia e pelo o que é singular que a Estação das Letras desenvolve há quase duas décadas, mas no âmbito da internet”, define Suzana Vargas.

Print Friendly