Dom Casmurro

outubro 2011 / Dom Casmurro / Eloésio Paulo

Texto publicado na edição #139

Eloésio Paulo

Nova economia Sério como quem joga xadrez o boné virado para trás diz o garotinho a seu parceiro de Banco […]

> Por ELOÉSIO PAULO

Nova economia

Sério como quem joga xadrez
o boné virado para trás
diz o garotinho a seu
parceiro de Banco Imobiliário:

— Quer trocar sua boca de fumo

na minha igreja evangélica?

O auto da comadre Cida

O maldito sol estava podre
sobre a capital mundial
da simonia

Simoninha netinha de dona Cida
(doceira de escol, fiel pagadora de promessas
e autodidata em harmônica de boca)
abriu o maior berreiro
enquanto a turma empurrávamos a fubica
pela margem do Paraíba

À espera de um milagre

não pegava nem no tranco
aquela merda

Gênese

No primeiro dia choveu
e Adão
olhando as coisas através de uma cortina
foi-lhes dando nomes embaçados
enquanto Javé se divertia
com o pileque onomástico da criatura

Desde então os filósofos
têm tido muito trabalho

O sol da vida

O que espera pingar
colírio das estrelas
vai enrolar os pés
numa roda de serpentes

O mundo acontece
mais na horizontal
raros são os raios
e monótona a chuva

Corações ao alto
é pelo buraco dos olhos
que evaporam

Longe é o caminho
e no fim de tudo
espera o sol da vida
a morte

A mãe de todas as procissões

Personagem de névoa
aquela jaracuçu-do-brejo
e no entanto vívida
como luz impressa

Tal uma corda enlouquecida
arremetia a esmo
contra homens e meninos
emparedada por um mutirão
de paus e pedras

Depois foi o cortejo
por ruas cheias de sol
de seus despojos: troféu
espécie de cristo maligno

Wyatt heart

Quero ser mudo
como o olhar extático
diante da flor
que se desfaz à chuva

Quero ser calmo
como um coração
levado em caixa de gelo
a seu novo dono
já íntimo da morte

Quero mesmo ser
cego como um suicida
que se ilude
sobre o próprio salto

Mas não salto
sem trapacear
não há neve que me gele
e nem flor
que eu não lamente

Arapuca

Devia ser muito suspeita
além do milho
a sombra

No entanto elas nem tentam
interpretar o abalo sísmico
de seus coraçõezinhos

Na outra ponta do cordel
deuses meninos
lambem pirulitos distraídos

Darwinianas

1
Quando Jesus passou
— Zaqueu morava no galho —
e o baixote destrepou-se
dando aquele mau passo
começou a sua sina
de resgatar promissórias
trabalho triste e sem fim

Nunca mais banana grátis

2
O botafoguismo milenar
de certos equídeos
acabou causando espécie

Música incidental

O eclipse da clepsidra
pôs nuvens cinza
nos olhos de Touro
do ano-luz

e no frasco o soro
deu lugar ao ar

Print Friendly