206

Ilustração: Dê Almeida

O que o corpo narra

Por Tércia Montenegro

Os disfarces corpóreos vão do utilitário ou cosmético ao artístico

Ilustra: Manuel Bandeira por Ramon Muniz

Língua portuguesa e criação literária

Por RAMON MUNIZ

Aprendi que “escrever certo” é uma coisa e “escrever bem” é muito diferente.

Alex Polari, autor de Inventário de Cicatrizes

Dia da partida, de Alex Polari

Por WILBERTH SALGUEIRO

O poema fala, sem rodeios, da guerrilha urbana, que promoveu ações contra o golpe e a ditadura militar.

Ilustração: Bruno Schier

A sala invisível

Por JOSÉ CASTELLO

Alunos costumam me perguntar a respeito dos instrumentos do escritor

Ilustração: Valdir Heitkoeter

Maupassant: o domínio do mínimo

Por NELSON DE OLIVEIRA

Maupassant é o típico autor que deleita os leitores e assombra os escritores.

Vidraça_Belchior_2_206

A vida de um misterioso

Por Jonatan Silva | Coluna

Notícias do mercado editorial

Rodape_206

Aula sobre São Bernardo

Por RINALDO DE FERNANDES

(Ou como ler uma obra literária nestes nossos tempos)

Prisca Agustoni, autora de Hora Zero

Inquieto paraíso

Por WLADIMIR SALDANHA

Nos poemas de “Hora zero”, de Prisca Agustoni, a imagem é quase sempre inusitada, mas de um inusitado sem artifícios

Paulo Rosenbaum, autor de Céu subterrâneo

Estado de sítio

Por HARON GAMAL

“Céu subterrâneo” mescla à narrativa o mistério inerente à religião e personagens históricos e célebres da cultura judaica

Roger Mello, autor de W

Os mitos cartográficos

Por MAURÍCIO MELO JÚNIOR

Escrito com lirismo, “W” é um romance de leitura tensa, mas divertida

Miguel_Ángel_Astúrias_206

Literatura sem açúcar, por favor

Por ANDRÉ ARGOLO

O guatemalteco Miguel Angel Astúrias encara um ditador; o uruguaio Mario Benedetti, os percalços do cotidiano

Anne_Carson_206

Tese banal

Por Adalberto de Queiroz

“O método Albertine”, de Anne Carson, é um malogrado esforço de atrair o leitor para a obra de Proust