178

Ilustração: Tiago Silva

Tempo para plantar — e tempo para arrancar o que foi plantado

Por FLÁVIO RICARDO VASSOLER

Nova York, 10 de dezembro de 2014 Met, the Metropolitan Museum of Art.   I. Encalço Sapatos, de Vincent Van […]

HQ_Ramon_178

HQ_178

Por RAMON MUNIZ

Prateleirinha_178

Por RASCUNHO

Orie Lúcia Hiratsuka Pequena Zahar 52 págs. Orie é uma menina e vai descobrir o mundo que está ao alcance […]

RODRIGO_G_LOPES

Poemas de Rodrigo Garcia Lopes

Por RASCUNHO

GUARUJÁ SALEM linchada por um boato numa tarde de sábado mundo-barbárie fabiane ainda ergue a cabeça para um último olhar […]

Poemas de Nelson Alexandre

Por RASCUNHO

POETA LOCAL Eu mando poemas para ela Como também mando lamúrias Em vozes engarrafadas destinadas ao seu endereço Que são […]

Adriane_Garcia

Poemas de Adriane Garcia

Por RASCUNHO

…SE FICAR O BICHO COME Era um bezerro fracote Por sorte, à fortuna da roda Deixou de ser bife à […]

Umberto Saba, autor de O homem e os animais

Amor aos animais

Por LUIZ HORÁCIO

Destituídos de artifícios melodramáticos, poemas de Umberto Saba são aparentemente despretensiosos

Toni Hill, autor de Os bons suicidas

O relativo valor da vida

Por RODRIGO CASARIN

Os bons suicidas, de Toni Hill, é apenas uma narrativa policial bastante convencional

Santiago Nazarian, autor de Biofobia

À parte qualquer bizarrice

Por LUIZ PAULO FACCIOLI

Em “Biofobia”, situações cada vez mais esquisitas vão dando um rumo inesperado à narrativa

ILUSTRAÇÃO: FP Rodrigues

Mais um naturalista

Por RODRIGO GURGEL

A “fatalidade geográfica” torna Puçanga, de Peregrino Júnior, num enfadonho amontoado de palavras

Marco Carvalho, autor de Uma ladeira para lugar nenhum

Um século de misérias

Por MAURÍCIO MELO JÚNIOR

O maniqueísmo transformar “Uma ladeira para lugar nenhum” num romance anacrônico

Eleanor Catton, autora de Os luminares

Sob o céu infinito

Por ARTHUR TERTULIANO

“Os luminares” é estruturado em doze partes, assim como doze são os signos zodiacais