168

Prateleirinha_168

Por RASCUNHO

A fabulosa morte do professor de português Lourenço Cazarré Ilustrações: Negreiros Autêntica 112 págs. Mariana e Teodoro são repórteres do […]

VIDRAÇA_168

Por JOÃO LUCAS DUSI

Na Holanda, Deus é brasileiro God is een Braziliaan [Deus é brasileiro], de Harrie Lemmens, acaba de ser lançado na Holanda, […]

Rodrigo_rosp_2_168

Quero ser Woody Allen

Por ARTHUR TERTULIANO

Em “Fingidores”, Rodrigo Rosp apresenta um protagonista hipocondríaco, lascivo e neurótico

biofobia1

Biofobia

Por SANTIAGO NAZARIN

Trecho do romance inédito de Santiago Nazarin

w-g-sebald-3

W. G. SEBALD

Por W. G. SEBALD

Tradução e seleção: André Caramuru Aubert Vertigem, Os emigrantes, Os anéis de Saturno, Austerlitz: apenas quatro romances, lançados em onze […]

O tradutor e os leitores de Cortázar

Por EDUARDO FERREIRA

O leitor exerce pressão sobre o texto, não há dúvida. Verga o texto sob o peso do leitor/tradutor? Amolda-se? Inflete […]

raphael montes

O medo que nos habita

Por DIEGO PONCE DE LEON

Com “Dias perfeitos”, Raphael Montes se firma como um dos principais nomes da literatura policial brasileira

Um romance quântico de vozes e sons

Por RAIMUNDO CARRERO

Um livro que não é um livro, um romance que não é um romance mas um caleidoscópio de narrativas, ou […]

Luis_fernando_verissimo_168

As lolitas de Verissimo

Por ROBERTA ÁVILA

Luis Fernando Verissimo é a melhor parte de boa parte dos jornais do país. Durante minha experiência como jornalista, no […]

CORTAZAR

O céu de Cortázar

Por FABIANO BARBOZA VIANA

O jogo da amarelinha (no original Rayuela) é a obra-prima de Julio Cortázar. O romance publicado em 1963 inscreveu o […]

Pesquisa sobre a evolução literária no Brasil (12)

Por LUIZ BRAS

Fizemos a destacados escritores, editores, críticos, professores e jornalistas culturais brasileiros a pergunta: Tendo em vista a quantidade de livros […]

Joseph_Roth_ilustra_Osvalter_168

Fascinante arquitetura

Por KELVIN FALCÃO KLEIN

A obra de Joseph Roth apresenta os contrastes do início do século 20, imerso em espiritualidade, ironia e desencanto