144

Mario Sabino, autor de O vício do amor

Eros no templo de Narciso

Por VILMA COSTA

  Eros novamente Arranca-me os membros e me atormenta… Eros amargo e doce, monstro invencível E tu, minha Átis, tu, […]

Não duvide, a linguagem pede muito molejo

Por RAIMUNDO CARRERO

Uma oficina literária divide-se em dois planos: linguagem e técnica. A linguagem pede equilíbrio e harmonia nas palavras, frases cuidadosas, […]

O namoro das páginas: l­­iteratura e história (6)

Por RINALDO DE FERNANDES

Tanto a ficção como a historiografia, segundo Hayden White, visam uma coerência (algo que, em termos de narrativa literária, aponta […]

A repressão da diferença na tradução

Por EDUARDO FERREIRA

Como em tantas outras áreas, também na tradução existe um triste quê de repressão da diferença. Repressão surda e tácita. […]

A marca não está no texto, mas no contexto

Por SÉRGIO RODRIGUES

Marca da literatura brasileira

J. G. Ballard. Foto: Divulgação

Crash

Por RASCUNHO

Eric Novello indica a leitura do romance de J. G. Ballard

Ivan Angelo. Foto: Marcelo Min/ Divulgação

Vidraça

Por YASMIN TAKETANI

Paiol Literário 2012, novos selos, eventos e prêmios literários na coluna de notícias

Patrícia Melo. Foto: Julia Moraes/ Divulgação

Mudança e permanência

Por MARCOS PASCHE

Estréia de Patrícia Melo no conto apresenta variação temática, mas autora não empreende reformulação de sua escrita

Wilson Bueno. Foto: Arnaldo Alves/ Divulgação

Sobre coragem, audácia, posteridade

Por LUIZ PAULO FACCIOLI

Apesar de excessos, romance póstumo atesta virtude estilística de Wilson Bueno em prosa bem conduzida e estruturada

Marcelo Moutinho, autor de A palavra ausente

Poética da ausência

Por MARIA CÉLIA MARTIRANI

  A recém-lançada antologia de contos de Marcelo Moutinho, A palavra ausente, apresenta flagrantes sutis do cotidiano, girando ao redor […]

Furio Lonza, autor de Crossroads

A terceira rua da encruzilhada

Por GILBERTO ARAÚJO

Em Crossroads, Furio Lonza cria ponto de interseção entre reflexão histórica e variedade de gêneros literários

Francisco de Morais Mendes, autor de Onde terminam os dias

A arte rara de inventar

Por PAULA CAJATY

Contos de Francisco de Morais Mendes surpreendem pela imprevisibilidade e pela força, apesar da qualidade irregular do conjunto