109

Fausto Amadigi

Por FAUSTO AMADIGI

Último poema O mais suave ruído seria suficiente para despertá-la movimento de ar som da luz atravessando a vidraça da […]

Vera Lúcia de Oliveira

Por VERA LÚCIA DE OLIVEIRA

A poesia é um estado de transe a poesia é um estado de transe a poesia é um estado com […]

Raimundo Carrero, autor de Seria uma noite sombria

Vidraça_maio_2009

Por RASCUNHO

Raimundo Carrero estréia coluna no Rascunho O escritor Raimundo Carrero estréia nesta edição do Rascunho a coluna Palavra por palavra. […]

O papel da tradução como formadora das literaturas

Por EDUARDO FERREIRA

Não se nega o papel da tradução na evolução e na estruturação das línguas, assim como não se pode negar […]

Ilustração: Tereza Yamashita

Análise de um poema de Gullar

Por RINALDO DE FERNANDES

Um dos poemas mais instigantes de Ferreira Gullar é, certamente, Não há vagas, de 1963. É assim (já estou dividindo-o […]

Yannis Ritsos

Os cem anos de Ritsos

Por FERNANDO MONTEIRO

No século 20, a literatura grega moderna esplendeu (é justo que o verbo seja não menos que este) principalmente através […]

Quase-diário

Por AFFONSO ROMANO DE SANT'ANNA

21.10.87 Reunião da cadeira de Literatura Brasileira da PUCRJ. Enquanto não chegam todos, comentando o artigo que escrevi sobre Gullar/Cabral, […]

Ilustração: Olavo Tenório

A obra é minha ninguém tasca eu vi primeiro

Por RAIMUNDO CARRERO

Todas as coisas se amam, e as artes também. Aliás, todas as coisas se amam é o título de um […]

Rafael Gomes. Foto: Divulgação

Espelho da alma

Por LUÍS HENRIQUE PELLANDA

Rafael Gomes é paulista e tem 26 anos. Cineasta, formado pela Fundação Armando Álvares Penteado (Faap), é o diretor-geral de […]

Um bárbaro que se preze não vem para o chá das cinco

Por LUIZ BRAS

Há alguns anos, caminhos tortos me levaram a dois escritores que me reabriram os olhos cansados: Roberto de Sousa Causo […]

Foto: Adriana Lisboa

Um café com John Fante

Por ADRIANA LISBOA

A Pearl Street, em Boulder, Colorado, é uma rua com um trecho de pedestres onde, quando o clima permite, muita […]

Entres escritores e estantes (2)

Por CLAUDIA LAGE

Dostoiévski tinha dezesseis anos quando leu o primeiro romance da escritora francesa George Sand. “Lembro-me perfeitamente, tive febre durante toda […]