Ensaios e Resenhas

Adriano Espínola, autor de Escritos ao sol

Poeta da luminosidade

Por EDSON CRUZ

Escritos ao sol, de Adriano Espínola, revela-nos um poeta solar e curtido pelo tempo

Luize Valente, autora de Uma praça em Antuérpia

A mesma praça

Por HARON GAMAL

Uma praça em Antuérpia, de Luize Valente, é um romance de fundo histórico para quem apenas quer passar o tempo

Antoine de Saint-Exupéry, autor de O pequeno príncipe

Nós, os pequenos

Por CAROLINA VIGNA

O pequeno príncipe, de Antoine de Saint-Exupéry, é uma contundente crítica à guerra, aos governos, à vaidade, à ganância

Clara_Castro_Libertinos_de_Sade_ilustra_187

A arquitetura do prazer

Por HENRIQUE MARQUES SAMYN

Os libertinos de Sade, de Clara Castro, apresenta os procedimentos empregados para a construção dos personagens sadianos

Miriam Mambrini, autora de A bela Helena

Costumes contemporâneos

Por MAURÍCIO MELO JÚNIOR

A bela Helena, de Miriam Mambrini, é um romance de fácil leitura, mas poderia oferecer mais ao leitor

Primeira_guerra

Vidas em guerra

Por GISELE EBERSPÄCHER

Andreas Latzko mergulha no front da Primeira Guerra para mostrar a destruição da vida dos soldados

Giovanni Montanaro, autor de Todas as cores do mundo

Colorida(mente)

Por PAULA DUTRA

Todas as cores do mundo, de Giovanni Montanaro, recria um período da vida de Van Gogh para discutir loucura e preconceito

Ángel Rama, autor de A cidade das letras

O lugar dos intelectuais

Por LUIZ HORÁCIO

Ángel Rama discute como a escrita e a leitura se impõem no jogo de forças sociais nos países latino-americanos

Ilustração: Robson Vilalba

Farejadores de miudezas

Por Jorge Miguel Marinho

A crônica, encontro entre literatura e jornalismo, é o gênero que os escritores brasileiros dominam como poucos

Etgar Keret, autor de Sete anos bons

Descrever o mundo

Por GISELE BARÃO

Em seu primeiro livro de não-ficção, Etgar Keret utiliza humor e sensibilidade para tornar a vida menos assustadora

Sbeckett

Conflito existencial

Por JACQUES FUX

Em Textos para nada, Beckett declara sua busca por uma forma de acomodar a desordem e a confusão da vida cotidiana e humana

“Ué, guria, pra onde tu vai?”

Por HARON GAMAL

Volto semana que vem, de Maria Pilla, recupera a memória da família, dos amigos e do Brasil