Ensaios e Resenhas

Harper Lee, autora de O sol é para todos.

Em defesa da igualdade

Por PAULA DUTRA

“O sol é para todos”, de Harper Lee, denuncia o racismo e a hipocrisia da sociedade

Ngũgĩ Wa Thiong’o, autor de Um grão de trigo.

Terra sem heróis

Por GISELE BARÃO

Em Um grão de trigo, Ngũgĩ Wa Thiong’o relata período de crise antes da independência do Quênia

Herta Müller, autora de A raposa já era o caçador

O poder da escrita

Por GISELE EBERSPÄCHER

Com A raposa já era o caçador, Herta Müller continua a escancarar os pavores causados pelo regime comunista romeno

Tércia Montenegro, autora de Turismo para cegos

A verdade às escuras

Por HARON GAMAL

Turismo para cegos, de Tércia Montenegro, constrói um universo em que as palavras predominam

EUCANAA FERRAZ

O fotógrafo de miudezas

Por EDSON CRUZ

Escuta, de Eucanaã Ferraz, exige do leitor uma escuta acurada da poesia estranha que há no mundo

Nick_Hornby_2_185

Salto de que andar mesmo?

Por ANDRÉ ARGOLO

Em Uma longa queda, Nick Hornby trata o suicídio de maneira aparentemente leve e descontraída

Michel Houellebecq, autor de Submissão.

A arte da adivinhação

Por JACQUES FUX

O polêmico Submissão, de Michel Houellebecq, levanta várias questões contemporâneas

A insustentável leveza da morte

Por OVÍDIO POLI JUNIOR

Em Morreste-me, José Luís Peixoto tece com desencanto e ternura a morte do pai

A cada episódio, Matthew Weiner deixa mais claro que a sua primeira intenção era mostrar a inquietude existencial de cada personagem, acumulando tudo na consciência atormentada de Draper.

Só se vive duas vezes

Por MARTIM VASQUES DA CUNHA

Com a série Mad men, Matthew Weiner cultivou seus sonhos, suas obsessões e, principalmente, seus medos

Ilustração: Adriana Peliano

Através de muitos espelhos

Por CAROLINA VIGNA

Três edições comemoram os 150 anos de Alice no País das Maravilhas, de Lewis Carroll

Natalia Ginzburg por Fábio Abreu

As virtudes de Natalia

Por VILMA ARÊAS

A italiana Natalia Ginzburg também inovou no ensaio, assim como o fez no romance, poesia e teatro

ilustração: Dê Almeida

Precursor da autoficção

Por MIGUEL SANCHES NETO

Raul Pompeia é o primeiro grande romancista a lançar mão de material autobiográfico de maneira tão desinibida e arriscada