Ensaios e Resenhas

Eu_sou_favela_foto_1_191

A favela de cada um

Por CLAUDIA NINA

Nove autores brasileiros partem da ficção para expor a violência que nos cerca por todos os lados

Isabela Noronha, autora de Resta um

Conjunto vazio

Por LÍVIA INÁCIO

Em “Resta um”, de Isabela Noronha, mãe procura filha em uma equação sem resposta

20ford

A aridez da travessia

Por GISELE EBERSPÄCHER

“Canadá”, de Richard Ford, é um romance de formação em cujo centro estão um menino e os desafios da vida

Maura_Lopes_Cançado_191

A escritora interna

Por GILBERTO ARAÚJO

“Hospício é Deus” e “O sofredor do ver” apresentam a sobriedade estilística e o discurso eletrizado de Maura Lopes Cançado

Juan Pablo Villalobos, autor de Te vendo um cachorro

A desesperança dos sem futuro

Por PAULA CAJATY

“Te vendo um cachorro”, de Juan Pablo Villalobos, apresenta um idoso narrando as tragédias individuais e coletivas do México

Breaking_Bad_foto_1_191

A corrosão do caráter

Por MARTIM VASQUES DA CUNHA

A tragédia grega guia os passos do excêntrico traficante Walter White em “Breaking bad”

Marco_Lucchesi_2_190

A musa nebulosa

Por PERON RIOS

Em “Clio”, o leitor vislumbra uma poesia de paisagem, em que as descrições emergem como estratégia fulgurante de linguagem

Julián Fuks, autor de A resistência

Um irmão possível

Por MÁRCIA LÍGIA GUIDIN

“A resistência”, de Julián Fuks, é marcado pelo ponto de equilíbrio da frase e pela firmeza aguda do vocábulo

Luci Collin, autora de Nossa Senhora D’Aqui

Painel barulhento

Por GISELE BARÃO

Com narrativa fragmentada, a paranaense Luci Collin fala do corriqueiro e da memória familiar

Arnaldo Antunes, autor de agora aqui ninguém precisa de si

Múltiplos caminhos

Por Marcos Hidemi de Lima

Novos poemas de Arnaldo Antunes mantêm o conhecido diálogo do autor com várias vanguardas artístico-poéticas

Arnon Grunberg por Ramon Muniz

Paternidade: modo de usar

Por VIVIAN SCHLESINGER

Em “Tirza”, de Arnon Grunberg, um pai fracassa sucessivamente no amor pela filha

Fernando_Fiorese_190

Fragmentos da tragédia brasileira

Por MARCIO RENATO DOS SANTOS

Em “Um chão de presas fáceis”, Fernando Fiorese aborda rotinas limitadas, de onde aparentemente não há saída