A literatura na poltrona

Ilustração: Mello

A escrita da dança

Por JOSÉ CASTELLO

Encontro essa escrita em Epilepsia: Uma fábula, pequeno e maravilhoso livro de Samuel Kavalerski. Antes de tudo, é preciso dizer que Samuel é bailarino, coreógrafo e artista visual

Ilustração: Igor Oliver.

A advertência de Arkadi

Por JOSÉ CASTELLO

“O adolescente”, de Dostoievski, é um grande romance para os leitores que gostam de enfrentar desafios

Ilustração: Bruno Schier

A fuga para dentro

Por JOSÉ CASTELLO

Em cima da árvore, conto que o japonês Yasunami Kawabata escreveu em 1962. Um relato discreto, muito breve, mas afiado que, transformando a escrita em vida, me empurra de volta à minha própria infância

Ilustração: Conde Baltazar

A roda traiçoeira

Por JOSÉ CASTELLO

Conto aqui um caso pessoal que anda me atormentando. De uns tempos para cá, venho me sentindo como se fosse Felipe Montero

Ilustração: Isadora Machado

Mundo que se desmancha

Por JOSÉ CASTELLO

Ernesto Sabato é um pessimista, da mesma linhagem de E. M. Cioran

Ilustração: Fábio Abreu

Ovelha perdida na noite

Por JOSÉ CASTELLO

Mas será que a literatura realmente pode salvar?

Ilustração: Bruno Schier

Tudo o que temos

Por JOSÉ CASTELLO

O passado não me empurra para trás, mas para frente

Ilustração: Aline Daka

O veneno da beleza

Por JOSÉ CASTELLO

É bom lembrar que toda beleza, mesmo a mais sedutora, esconde a ponta de um veneno

Ilustração: Bruno Schier

Palavras de fogo

Por JOSÉ CASTELLO

Pushkin estava certo: temos sempre a tendência a preferir o hábito, que é seguro e estável, à felicidade

Ilustração: Igor Oliver

Fulguração da desordem

Por JOSÉ CASTELLO

Antonio Carlos Secchin aceita o desafio e sai em busca dessa urgência do presente

Ilustração: Conde Baltazar

Ambição e morte

Por JOSÉ CASTELLO

Tolstói não nos poupa com adornos, ou adjetivos desnecessários

Caio Fernando Abreu, autor de Ovelhas negras.

Uma magia modesta

Por JOSÉ CASTELLO

.