A literatura na poltrona

Ilustração: Igor Oliver

Em busca de Clarice

Por JOSÉ CASTELLO

Clarice Lispector nos deixou um silêncio ensurdecedor, que até hoje não tivemos a coragem de enfrentar

Ilustração: Beatriz Cajé

Trabalho e paixão

Por JOSÉ CASTELLO

Aquele foi um momento chave em minha formação, não só como repórter, mas como homem

Ilustração: FP Rodrigues

A primazia da paixão

Por JOSÉ CASTELLO

Se praticado só com pragmatismo e objetividade, o jornalismo não passa de uma máquina que fatia e regula a realidade

Sidney-Rocha

Contra o estilo

Por JOSÉ CASTELLO

As sucessivas mortes compõem não só a vida, mas os personagens de Sidney Rocha

Ilustração: Miguel Rodrigues

Literatura extrema

Por JOSÉ CASTELLO

Sentimos, em um momento ou outro, no limite de nossas forças; a exaustão é o sentimento do presente

Ilustração: Paula Calleja

Lucinda de relance

Por JOSÉ CASTELLO

Em vez de buscar o peso do sucesso, Lucinda Nogueira Persona escreve conectada à fugacidade do instante

Julio_Cortazar_1_233

A vertigem de Cortázar

Por JOSÉ CASTELLO

Contra a brutalidade do real, o escritor deve apostar no sonho e até no irreal

Ilustração: Taise Dourado

Viver para contar

Por JOSÉ CASTELLO

A leitura de “Moby Dick” me ensinou que as atmosferas mais sedutoras escondem, muitas vezes, “as garras mais cruéis”

Ilustração: Thiago Lucas

A solidão do ensaio

Por JOSÉ CASTELLO

O ensaio inclui, com satisfação, e sem qualquer repulsa, o erro

Ilustração: Glauber Shima

A casa da raiva

Por JOSÉ CASTELLO

Sinais apavorantes surgem de todos os lados, pois a paranoia é, antes de tudo, plástica

Ilustração: FP Rodrigues

Teoria do riso

Por JOSÉ CASTELLO

O riso e o humor são, em geral, tratados com desdém pelos intelectuais e assemelhados

Ilustração: Mariana Tavares

A terceira margem

Por JOSÉ CASTELLO

A experiência da ficção é bela, mas arruína uma série de noções elementares a que nos apegamos para sustentar a realidade