Cartas

outubro 2019 / Outubro_19

Cartas

Outubro_19

Arte: Fábio Abreu

Arte: Fábio Abreu

Descobertas
Nunca li na seção Cartas alguém dizer que a maior qualidade do Rascunho talvez seja a de nos indicar livros importantes dos quais nós nada saberíamos pela mídia tradicional ou pelas tais redes sociais. Mas é. Na edição 233, por exemplo, descobri Ecos do Brasil e Diálogos Makki, obras sobre, respectivamente, Eça de Queirós e escravidão, temas que me interessam. Parabéns.
Lourenço Cazarré • Brasília – DF

Belo e bom
Estou muito feliz por me tornar assinante do Rascunho. Gostaria de dizer que admiro o trabalho de vocês há muito tempo e que a edição é muito cuidadosa e bonita: belo e bom andam juntos no jornal.
Ana Clara Klein Pegorim • São Paulo – SP

Nas redes sociais
Fui assinante por dois anos. Deixei de assinar porque saí do país, mas acompanho na internet os principais artigos. Recomendo o Rascunho pelas resenhas inteligentes de leitores verdadeiros, em tempos em que há tantos blogueiros falando bobagens sobre livros que sequer leram. Rascunho vale cada centavo investido.
Ari Mascarenhas • Coimbra – Portugal • Facebook

Em tempos sombriamente desérticos, o Rascunho se torna um oásis mais que necessário. Longa vida ao jornal!
Ozênio Dias • Goiânia – GO • Facebook

Essencial ler o Rascunho.
Nilma Lacerda • Instagram

Gilles Deleuze, bela porcaria para enganar os trouxas. Criou uma novilíngua que absolutamente não diz nada e não leva a nada. Baita filosofia [sobre o ensaio de André de Leones no Rascunho #232].
Adriana de Franceschi Kollet • Instagram

Print Friendly