Cartas

dezembro 2017 / Dezembro_17

Cartas

Dezembro_17

Rascunho_capa_212

Arte: Conde Baltazar

Assinante feliz
Sou assinante do Rascunho desde março. Conheci o jornal por indicação de alguns canais literários. Parabenizo toda a equipe pela excelência do conteúdo. Considero o Rascunho a melhor publicação do gênero no Brasil, e, apesar do pouco tempo de assinatura, já tenho um carinho todo especial por ele. Aguardando ansiosamente todo começo de mês pelas novas edições.
Fábio Benedito • Taubaté – SP

Ainda o Gurgel
As críticas dos leitores [outubro #210 e novembro #211] à crítica de Rodrigo Gurgel ao Raízes do Brasil [setembro #209] são o exemplo perfeito de uma atitude corriqueira dos leitores brasileiros: não interagir com as ideias ou com a argumentação expostas pelo autor, mas deixar-se afetar exageradamente pelo tom que emprega em seu discurso. Quando tomam como objeto de análise certa tiete da intelligentsia então, não podem deixar de se indignar e reverberar sua afetação indignada ou sua indignação afetada. Ainda que as ideias e a argumentação tenham fundamento na realidade, ou por isto mesmo, sentem-se no dever de empreender uma crítica impressionista e sentida contra aquele que leu, analisou e não temeu expor suas conclusões. A partir das críticas fui reler o texto de Gurgel e encontrei ali o tom vigoroso de um intelectual de fato, fazendo o seu melhor sem amarras ou titubeios. Não pude deixar de sentir certo orgulho de ainda no Brasil termos pessoas capazes de alcançar tão importante tom.
Francivaldo Lourenço • Praia Grande – SP

Bienal de PE
Estou atrasada na leitura das minhas edições do Rascunho, mas ao folhear a edição de novembro, a coluna do Fernando Monteiro me chamou atenção por se referir à Bienal Internacional de Pernambuco. Sou daquele Estado (de Limoeiro), mas moro atualmente em São Vicente (SP). Quero dizer ao Fernando que entendi perfeitamente a atitude dele, e que apesar de não ter havido (não vi nada escrito na matéria) um pedido de desculpas, eu o desculpo como pernambucana que sou. Ultimamente, não dá para engolir os nossos representantes que estão no governo.
Kamila Monteiro • São Vicente – SP

Print Friendly