VIVIAN SCHLESINGER

Primo Levi in Turin, 1985

O número 174517

Por VIVIAN SCHLESINGER

As perguntas de Primo Levi continuam sem resposta, mais relevantes do que nunca

thomas_mann_197

A exuberante travessia

Por VIVIAN SCHLESINGER

A obra de Thomas Mann está profundamente marcada pela existência burguesa alemã e a ânsia por uma vida sensual e artística

Nathanael West, autor de O dia do gafanhoto

Pilha de sonhos no lixão

Por VIVIAN SCHLESINGER

Em “O dia do gafanhoto”, de Nathanael West, Hollywood é cenário que esconde a sucata de todos os sonhos

javiercercas

Eu fui você, ontem

Por VIVIAN SCHLESINGER

Em “O impostor”, Javier Cercas reescreve uma biografia usando a ficção como memória

Arnon Grunberg por Ramon Muniz

Paternidade: modo de usar

Por VIVIAN SCHLESINGER

Em “Tirza”, de Arnon Grunberg, um pai fracassa sucessivamente no amor pela filha

Arnon Grunberg, autor de Tirza

As feridas de Grunberg

Por VIVIAN SCHLESINGER

Entrevista com o holandês Arnon Grunberg, autor do romance “Tirza”

Tailor Diniz, autor de Em linha reta

Pesadelo compartilhado

Por VIVIAN SCHLESINGER

Ao usar recursos de vários gêneros literários, Tailor Diniz mantém o leitor seguro sob as rédeas do suspense

Fania_S_Benchimol_Alice-2013_187

O bueiro como rota de fuga

Por VIVIAN SCHLESINGER

Crônicas de Fania Benchimol levam Alice, de Lewis Carroll, para as ruas do Rio de Janeiro

modiano

A pesada sombra do passado

Por VIVIAN SCHLESINGER

Obra de Patrick Modiano constrói a pré-história pessoal do autor, em cujo centro está a Segunda Guerra Mundial

Evandro Affonso Ferreira. Foto: Divulgação.

Lamento grego

Por VIVIAN SCHLESINGER

Os piores dias de minha vida foram todos, de Evandro Affonso Ferreira, fecha a fúnebre Trilogia do desespero. Diferente de Sófocles, Evandro criou uma tragédia sem personagens melodramáticos, sem diálogos estonteantes, sem surpresas no enredo.

Stefan_Zweig_2_179

O canto de adeus

Por VIVIAN SCHLESINGER

Em 1934, Stefan Zweig, então um dos escritores mais populares do mundo, viu sua casa ser invadida por uma tropa […]

A força da delicadeza

Por VIVIAN SCHLESINGER

As palavras são o antídoto para a morte em “Caderno de um ausente”, de João Anzanello Carrascoza