MIGUEL SANCHES NETO

Ilustração: Fábio Abreu

A volta do contista

Por MIGUEL SANCHES NETO

Estreando na prosa com duas coletâneas bem recebidas criticamente, Histórias de remorsos e rancores (1998) e os sobreviventes (2000), Luiz Ruffato não seguiu na carreira de contista, embora esta seja a sua vocação primeira

Ilustração: Isadora Machado

Erotismo espiritualizado

Por MIGUEL SANCHES NETO

Valorizada como a primeira voz feminina a expressar-se eroticamente em verso, Gilka Machado gozou de uma fama inicial que beirava o escândalo

Ilustração: FP Rodrigues

Corpo incômodo

Por MIGUEL SANCHES NETO

Toda a poesia de Hilda Hilst trabalha com a passagem do ser para o não ser

Ilustração: Conde Baltazar.

O romance depois de Zuckerberg

Por MIGUEL SANCHES NETO

Em “Como se me fumasse”, Marcelo Mirisola constrói um romance-síntese

Ilustração: FP Rodrigues

Biscoitos da sorte

Por MIGUEL SANCHES NETO

Aforismos de Miguel Sanches Neto dão continuidade ao livro “Linhas órfãs”

ilustração: Dê Almeida

Precursor da autoficção

Por MIGUEL SANCHES NETO

Raul Pompeia é o primeiro grande romancista a lançar mão de material autobiográfico de maneira tão desinibida e arriscada

Mário de Andrade por Osvalter

Herói primitivo

Por MIGUEL SANCHES NETO

Como os demais grandes livros do período, o que caracteriza Macunaíma (1928), definido por Mário de Andrade como uma rapsódia, […]

Ilustração:Bruno Schier

A máquina de madeira

Por MIGUEL SANCHES NETO

Trecho do novo romance de Miguel Sanches Neto

Ilustração: Felipe Rodrigues

Literatura brasileira: modo de não usar

Por MIGUEL SANCHES NETO

A corrente valorização cega da estrutura narrativa e da linguagem distancia ainda mais o texto literário do leitor comum

O trabalho de Wilson Martins buscava, acima de tudo, uma compreensão abrangente da cultura do Brasil

O crítico

Por MIGUEL SANCHES NETO

Do ponto de vista técnico, Wilson Martins (1921-2010) faz parte da escola francesa de crítica, e teve em Albert Thibaudet […]

Miguel_Sanches_Neto_ensaio_ilustra_2_RH_141

Crítica e redes sociais

Por MIGUEL SANCHES NETO

Para quem? Em um ponto, talvez todos estejamos de acordo: o crítico, tal como sempre o vimos atuar, de fato […]

Carregar livros

Por MIGUEL SANCHES NETO

Carregado com sacolas de livros ultrapassando a hora do almoço um alimento qualquer nos olhos caminho pelo Passeio do Prado […]