JOSÉ CASTELLO

Tolstói, autor de "Os últimos dias"

Literatura e contágio

Por JOSÉ CASTELLO

A literatura “bem feita” de hoje despreza sentimentos radicais

Tempo dos poetas menores

Por JOSÉ CASTELLO

O tempo dos poetas menores está chegando, anunciou o poeta sérvio Charles Simic no fim dos anos 1980. “Adeus Whitman, […]

Bioy Casares e o leitor

Por JOSÉ CASTELLO

Leio Sete conversas com Adolfo Bioy Casares, livro de Fernando Sorrentino, publicado pela El Ateneo, de Buenos Aires, em 2001. […]

Clarice no inferno

Por JOSÉ CASTELLO

Releio — como se o lesse pela primeira vez — A paixão segundo GH, o mais importante romance de Clarice […]

Terapia literária

Por JOSÉ CASTELLO

Uma tempestade estremece o Cotolengo. Enquanto isso, diante de mim, uma lamuriosa página em branco espera, antipática, por minha crônica […]

O risco do pensamento

Por JOSÉ CASTELLO

Pequeno ensaio sobre um grande momento

Piglia aprisionado

Por JOSÉ CASTELLO

Tento escrever meu terceiro romance. A experiência é aflitiva: imitando a improvável domesticação dos animais selvagens, lido com um material […]

Jornalismo e literatura

Por JOSÉ CASTELLO

Jornalismo: objetividade, fatos, realidade. Literatura: subjetividade, sonhos, imaginação. Este é o esquema que se costuma usar para distinguir e separar […]

Privação do sublime

Por JOSÉ CASTELLO

No mundo sobrecarregado de realidade em que vivemos, regido pelo tempo real e pelos choques da ação instantânea, nunca tivemos […]

Noll em viagem

Por JOSÉ CASTELLO

Muito esquecido, o romance Lorde, de 2004, prêmio Jabuti de 2005, é um dos mais importantes da obra de João […]

Calvino e a rapidez

Por JOSÉ CASTELLO

Ando desconcentrado, e me repreendo a toda hora por essa falta de concentração, que se assemelha à preguiça. Minha escrita […]

Pamuk no espelho

Por JOSÉ CASTELLO

Sempre que preciso me alimentar de ideias, percorro as páginas — que anotei com voracidade — de livros como O […]