JOSÉ CASTELLO

Ilustração: Tereza Yamashita

O ruído do mundo

Por JOSÉ CASTELLO

Os escritores sabem tirar partido do silêncio que os rodeia

Ilustração: Bruno Schier

Graciliano: a força do nome

Por JOSÉ CASTELLO

Graciliano Ramos tinha uma imensa dificuldade para acreditar em si

Ilustração: Dê Almeida

Teoria do desconhecimento

Por JOSÉ CASTELLO

Sob o império dos editores, os originais são tratados, hoje, como objetos de adestramento e de medição

Ilustração: Bruno Schier

As mentes inchadas

Por JOSÉ CASTELLO

Algumas ideias aderem a nosso espírito e não desgrudam

Ilustração: Dê Almeida

Paulo com febre

Por JOSÉ CASTELLO

Para Paulo Mendes Campos, os livros servem como um espelho: ao falar de um livro, é de si mesmo, sempre, que ele acaba por falar

Ilustração: Hallina Beltrão

A armadura da técnica

Por JOSÉ CASTELLO

Manuel Bandeira precisou se desfazer de suas couraças para escrever

Ilustração: FP Rodrigues

A dúvida de Defoe

Por JOSÉ CASTELLO

Espanta-nos, ainda hoje, o constrangimento de Defoe diante da revelação de sua “mentira”

Ilustração: Dê Almeida

Sabato e o homem sensível

Por JOSÉ CASTELLO

A importância de se ler o argentino Ernesto Sabato

Franz Kafka

Kafka dormindo

Por JOSÉ CASTELLO

Estou sempre a reler, com o mesmo espanto, os sonhos de Franz Kafka

Anton Tchekhov

Do que fugir?

Por JOSÉ CASTELLO

Tão importantes quanto as coisas que fazemos são aquelas que não fazemos. Que — para nos proteger e para chegar […]

O argentino Ricardo Piglia

Onde está a realidade?

Por JOSÉ CASTELLO

Alunos e leitores estão sempre a me perguntar a respeito das relações e dos limites entre a ficção e a […]

Ilustração: Tiago Silva

Notas de aeroporto

Por JOSÉ CASTELLO

Estou sempre a anotar. Faço isso também, talvez com mais avidez, quando viajo. É uma maneira de demarcar meu território. […]