FRANCINE WEISS

DICKINSON

Vôos livres

Por FRANCINE WEISS

Um dos poemas selecionados por Augusto de Campos para compor a edição bilíngüe de Não sou ninguém, de Emily Dickinson, […]

Baudelaire

A propósito de diamantes

Por FRANCINE WEISS

Flores das flores do mal de Baudelaire é uma peça para colecionadores. Constitui-se na terceira edição de um conjunto cuja […]

Strindberg por Osvalter

Diário esquizofrênico

Por FRANCINE WEISS

Em seu torturante Inferno, Strindberg embaralha categorias ficcionais e relatos autobiográficos

Espaços em crise

Por FRANCINE WEISS

A certa altura de minha adolescência, meus olhos se desviaram obliquamente da aridez do “mundo” para as páginas caudalosas de […]

José Rezende Jr.

Matar o pai

Por FRANCINE WEISS

Eu perguntei pro velho se ele queria morrer (e outras estórias de amor), de José Rezende Jr., mereceu o Jabuti […]

Orhan Pamuk por Ramon Muniz

A displicência dos amantes

Por FRANCINE WEISS

Escrevendo um prefácio para Tristam Shandy, Orhan Pamuk, prêmio Nobel de literatura de 2006, a certa altura, põe-se a lembrar […]

Fernando Fiorese, autor de Diário mínimo

Da crueldade e sua proporção

Por FRANCINE WEISS

Diário mínimo é o título do conto inicial de Aconselho-te crueldade, de Fernando Fiorese. Diário seria uma remissão simultânea a […]

Henry_James_131

Romancista incontornável

Por FRANCINE WEISS

    O capítulo III do Livro Décimo Primeiro da obra Os embaixadores, de Henry James, assim se encerra: O […]

Ledo_Ivo_135

Literatura em feira livre

Por FRANCINE WEISS

Insistentemente acossado pelos emissários das novas tecnologias, o poeta idoso é convocado pela tarefa de providenciar seu próprio site. Antes, […]

O problema da autenticidade

Por FRANCINE WEISS

Em que sentido um livro de entrevistas pode, já em seu título, declarar-se “apócrifo”? Uma consulta a um dicionário nos […]

(Re)criação do mundo

Por FRANCINE WEISS

O sexo vegetal, de Sérgio Medeiros, esteve entre os dez finalistas da última edição do prêmio Jabuti, na categoria poesia. […]