CLAYTON DE SOUZA

Alex Tomé, autor de Eu contra o sol

Por um sentido

Por CLAYTON DE SOUZA

A falta de rumo da vida moderna é o centro de “Eu contra o sol”, romance de estreia de Alex Tomé

Goethe_203

Anos de aprendizagem

Por CLAYTON DE SOUZA

“Conversações com Goethe” em seus últimos anos de vida é manancial inesgotável de sabedoria

Lautréamont, autor de Os cantos de Maldoror

Prometeu moderno

Por CLAYTON DE SOUZA

Na petulância e insanidade de “Os cantos de Maldoror”, Lautréamont antecipa as vanguardas modernas

Emily Dickinson, autora de Não sou ninguém.

O enigma Emily Dickinson

Por CLAYTON DE SOUZA

Em “Não sou ninguém”, a poeta desafia o leitor a entender o milagre da poesia em sua vida

Afonso Caramano, autor de Ao contrário, um caminho

Caminhos entre prosa e poesia

Por CLAYTON DE SOUZA

A prosa reflexiva e poética de “Ao contrário, um caminho” marca a estreia do contista Afonso Caramano

Emmanuel Mirdad, autor de O grito do mar na noite

O grito íntimo na vastidão

Por CLAYTON DE SOUZA

Nos contos de Emmanuel Mirdad, os dramas humanos se impõem à vasta e opressora realidade

Marcel Proust por Robson Vilalba

O olhar do gênio

Por CLAYTON DE SOUZA

Em “Salões de Paris”, Marcel Proust transforma mundanidade em material artístico

Caco Ishak, autor de Eu, cowboy

O nada dos dias

Por CLAYTON DE SOUZA

Em “Eu, cowboy”, Caco Ishak trata com sarcasmo o nonsense da vida

William-Adolphe_Bouguereau_(1825-1905)_-_Elegy_(1899)

Entre Vênus e Baco

Por CLAYTON DE SOUZA

Nas Elegias de Sexto Propércio, o leitor encontrará uma inusitada fonte de diversão

Francesco Petrarca

O templo absoluto de Eros

Por CLAYTON DE SOUZA

Com Cancioneiro, Francesco Petrarca lança as bases do lirismo universal

Geoffrey Chaucer.

Divertida jornada dos vícios humanos

Por CLAYTON DE SOUZA

Os contos de Canterbury, de Geoffrey Chaucer, pintam uma Idade Média atraente ao leitor moderno

Inacio_Araujo_178

A realidade em xeque

Por CLAYTON DE SOUZA

Em “Urgentes preparativos para o fim do mundo”, o real finca raízes no absurdo