Um romance, se assim o leitor quiser

Por CARLOS AUGUSTO SILVA

Personagens desiludidos com a vida e expatriados unificam “Flores artificiais”, de Luiz Ruffato