ARTHUR TERTULIANO

Anne Tyler for Saturday Review

Como era estar vivo

Por ARTHUR TERTULIANO

As conturbadas e amorosas relações familiares guiam os personagens de “Um carretel de linha azul”, de Anne Tyler

victor_heringer_1_199

Arte com bons sentimentos?

Por ARTHUR TERTULIANO

Victor Heringer constrói romance plural a partir do amor, loucura, fotografias, desenhos, variações tipográficas

Reginaldo Pujol, autor de Só faltou o título

Um romance de coragem

Por ARTHUR TERTULIANO

Em “Só faltou o título”, Reginaldo Pujol Filho esculhamba com o mercado editorial brasileiro

Margaret Atwood

Entre, por favor

Por ARTHUR TERTULIANO

Consagrada como romancista, Margaret Atwood mostra-se uma poeta segura e sublime em A porta

Oliver_Jeffers_183

Criança, mais uma vez

Por ARTHUR TERTULIANO

Livros de Oliver Jeffers têm a capacidade de transportar adultos novamente à infância

Jim Anotsu. Foto: Divulgação.

Ela pode ser o que quiser

Por ARTHUR TERTULIANO

Rani e o sino da divisão, de Jim Anotsu, é quase um diário, com direito a notas laterais e glosas a título de comentário

Ali Smith

O livro do ano

Por ARTHUR TERTULIANO

“Por tudo quanto tenho lido ou das lendas e histórias escutado, em tempo algum teve tranquilo curso” a escrita de […]

Elvira Vigna. Foto: Renato Parada/Divulgação

Coisas que os homens não entendem

Por ARTHUR TERTULIANO

  Durante a adolescência, o título Coisas que você pode dizer só de olhar para ela me parecia inspirador: sugeria […]

Eleanor Catton, autora de Os luminares

Sob o céu infinito

Por ARTHUR TERTULIANO

“Os luminares” é estruturado em doze partes, assim como doze são os signos zodiacais

Esbarrando num livro

Por ARTHUR TERTULIANO

“A terra inteira e o céu infinito”, de Ruth Ozeki, é uma história fascinante e uma rica experiência de leitura

Que viagem ficar aqui parado

Por ARTHUR TERTULIANO

As definições de “livros para se ler em uma sentada” foram atualizadas. Ok, talvez eu esteja me antecipando. Ou tão […]

Carola_Saavedra_2_foto_Andrea_Marques_171

Fragmentos de uma romancista

Por ARTHUR TERTULIANO

Novo romance de Carola Saavedra é construído em duas partes que podem ser lidas como novelas