ARTHUR TERTULIANO

Elizabeth_Strout_2_222

Conversa afiada

Por ARTHUR TERTULIANO

“Olive Kitteridge” passa a falsa impressão de tratar de temas banais, mas aprofunda males como depressão, ansiedade e pânico

Domenico_Starnone_2_215

Das cartas ao soco

Por ARTHUR TERTULIANO

O breve “Laços”, do italiano Domenico Starnone, transforma-se aos poucos num turbilhão emocional

Sjon_3_210

Mergulho de superfícies

Por ARTHUR TERTULIANO

“Pela boca da baleia”, do islandês Sjón, é uma experiência literária interessante, mas sem se aprofundar nas questões apresentadas

Anne Tyler for Saturday Review

Como era estar vivo

Por ARTHUR TERTULIANO

As conturbadas e amorosas relações familiares guiam os personagens de “Um carretel de linha azul”, de Anne Tyler

victor_heringer_1_199

Arte com bons sentimentos?

Por ARTHUR TERTULIANO

Victor Heringer constrói romance plural a partir do amor, loucura, fotografias, desenhos, variações tipográficas

Reginaldo Pujol, autor de Só faltou o título

Um romance de coragem

Por ARTHUR TERTULIANO

Em “Só faltou o título”, Reginaldo Pujol Filho esculhamba com o mercado editorial brasileiro

Margaret Atwood

Entre, por favor

Por ARTHUR TERTULIANO

Consagrada como romancista, Margaret Atwood mostra-se uma poeta segura e sublime em A porta

Oliver_Jeffers_183

Criança, mais uma vez

Por ARTHUR TERTULIANO

Livros de Oliver Jeffers têm a capacidade de transportar adultos novamente à infância

Jim Anotsu. Foto: Divulgação.

Ela pode ser o que quiser

Por ARTHUR TERTULIANO

Rani e o sino da divisão, de Jim Anotsu, é quase um diário, com direito a notas laterais e glosas a título de comentário

Ali Smith

O livro do ano

Por ARTHUR TERTULIANO

“Por tudo quanto tenho lido ou das lendas e histórias escutado, em tempo algum teve tranquilo curso” a escrita de […]

Elvira Vigna. Foto: Renato Parada/Divulgação

Coisas que os homens não entendem

Por ARTHUR TERTULIANO

  Durante a adolescência, o título Coisas que você pode dizer só de olhar para ela me parecia inspirador: sugeria […]

Eleanor Catton, autora de Os luminares

Sob o céu infinito

Por ARTHUR TERTULIANO

“Os luminares” é estruturado em doze partes, assim como doze são os signos zodiacais