ADRIANA LISBOA

Chantal Maillard, autora de Lógica borrosa

Chantal Maillard

Por ADRIANA LISBOA

Três poemas de Chantal Maillard

Ilustração: Dê Almeida

Adriana Lisboa

Por ADRIANA LISBOA

Poemas inéditos da autora de “Azul-corvo”

Foto: Adriana Lisboa

A carreta literária

Por ADRIANA LISBOA

A casa era bonita. Tinha paredes de cores fortes: azul. Laranja. Colunas amarelas. As plantas do jardim interno cresciam com […]

Pilar QUINTANA/2007

Os terapeutas de jaguares

Por ADRIANA LISBOA

Tenho na estante um livro de fotos de escritores, de autoria do fotógrafo argentino Daniel Mordzinski. Alguns aparecem de corpo […]

Foto: Adriana Lisboa

Um café com John Fante

Por ADRIANA LISBOA

A Pearl Street, em Boulder, Colorado, é uma rua com um trecho de pedestres onde, quando o clima permite, muita […]

Fontaine Igor Stravinsky, em Paris

It’s a long way

Por ADRIANA LISBOA

Observo o casal do outro lado do corredor, num trem entre Marselha e Paris. A mulher que acompanha o sujeito […]

Foto: Adriana Lisboa

Por aqui

Por ADRIANA LISBOA

Vir ao Rio de Janeiro uma vez por ano significa não apenas rever família e amigos, mas também os livros […]

A poeta Chantal Maillard

Peregrinações

Por ADRIANA LISBOA

  Faz alguns anos que me acompanha na memória este trecho da poeta espanhola Chantal Maillard, uma das vozes poéticas […]

Foto: Adriana Lisboa

No deserto de Edward Abbey

Por ADRIANA LISBOA

O escritor americano Edward Abbey começa com estas palavras seu livro de não-ficção mais célebre, Desert solitaire, sobre a temporada […]

Foto: Adriana Lisboa

Indiana, Indiana

Por ADRIANA LISBOA

Projeções atravessam a cena, compondo um gramado, compondo gotas de chuva em poças circulares, compondo até mesmo nuvens corrediças num […]

Strawberry Fields, Central Park, em frente ao edifício onde Lennon morava e morreu

Jesus, Lennon e o homem-cachorro

Por ADRIANA LISBOA

  No Central Park, Jesus Cristo se encontra com John Lennon. Os dois conversam em versos japoneses, a bordo de […]

Foto: Adriana Lisboa

David Foster Wallace entre os peixes

Por ADRIANA LISBOA

Após uma viagem muito estranha, um livro dentro de uma caixa sem o nome do remetente