Eu recomendo

outubro 2013 / Eu recomendo / Aldir Blanc — Resposta ao tempo

Texto publicado na edição #162

Aldir Blanc — Resposta ao tempo

Ernani Ssó indica a biografia de Aldir Blanc por Luiz Fernando Vianna

> Por RASCUNHO

“Pague um e leve dois: vida e letras. Você não vai se arrepender, freguês. São quase quinhentas letras. Isso mesmo, quase quinhentas. Na verdade, você paga um e leva vários. É uma barbada: cada cem letras vale um livro. Olha que estou jogando por baixo. A vida, a cargo de Luiz Fernando Vianna, é traçada de modo rápido, sem frescura e com um toque de humor. Vida? Um trailer. Vianna nunca pensou numa biografia, fala de um perfil. Um retrato falado, digamos. Mas ao contrário dos da polícia, dá pra reconhecer o Aldir. Pelo menos na penumbra do boteco. Não foi uma vida fácil, não é uma vida fácil. Mas qual foi, qual é? Vianna está no clima do Aldir. Com Aldir, as piores dores não se limitam às lágrimas, vão mais longe, ao riso. Dizem que a ironia nos dá um distanciamento. Com Aldir dá e não dá, porque boa parte da comédia é só reflexo do drama e nos fere os olhos como a luz do dia, na saída do cabaré. Muitas letras do Aldir são como pedras. Parece que sempre estiveram por aí, rolando por séculos até chegarem à forma certa. Parece que ele simplesmente as achou e nos mostrou. Se fosse uma ou duas, dava pra falar em sorte.”

Ernani Ssó_1_Divulgação
Ernani Ssó
Nasceu em Bom Jesus (RS), em 1953. É escritor, autor dos livros infantis No escuro — sete histórias tenebrosas de bruxa (Edelbra, 2012); Diabos, ogros e princesas — quatro histórias assustadoras (Artes & Ofícios, 2013); e No escuro — mais sete histórias tenebrosas de bruxa (Edelbra, 2013), entre outros. Tradutor, verteu Dom Quixote (Penguin-Companhia das Letras) para o português.

Print Friendly
CdP_ALDIR_desenvolvimento_capa_2_010

Luiz Fernando Vianna
Casa da Palavra
352 págs.