Eu recomendo

novembro 2013 / Eu recomendo / A história maravilhosa de Peter Schlemihl

Texto publicado na edição #163

A história maravilhosa de Peter Schlemihl

“Trombei com este livrinho naquela fase em que, desgraçadamente, nos sentimos meio estranhos e deslocados: o início da vida adulta. […]

> Por RASCUNHO

“Trombei com este livrinho naquela fase em que, desgraçadamente, nos sentimos meio estranhos e deslocados: o início da vida adulta. Escrita há exatos duzentos anos por Adelbert von Chamisso, A história maravilhosa de Peter Schlemihl é uma novela fantástica que coloca em perspectiva os problemas da identidade e suas complicações decorrentes da rejeição social. O protagonista é um jovem miserável que, diante de uma bolsa mágica de fortuna, aceita vender ao diabo sua sombra — a materialização de sua alma —, mas cai em crise profunda ao se ver excluído socialmente. Agora, desprovido de seu duplo, atributo que o tornava humano, ele terá de viver à margem dos homens, sentindo-se um estrangeiro aonde quer que vá. Hoje, relendo esta pequena jóia, percebo que ela funciona também como alegoria destes tempos hiper consumistas e ostensivos, em que a aparência (sombra) é determinante para se obter valor social. E lamento que o trabalho — o acesso à nossa pequena bolsa de fortunas — ainda seja, muitas vezes, capaz de negociar almas ou sombras. Fato é que, a cada releitura, este livro do Chamisso acaba suscitando novas leituras e questionamentos”.

 

 

 

 

 

Mariana Sanchez é jornalista, tradutora e roteirista. Em 2008, idealizou o Orelha do Livro, programa de rádio e projeto de incentivo à leitura literária. Vive em Curitiba, onde nasceu.

Print Friendly

Adelbert von Chamisso

Nasce como Louis Charles Adelaide de Chamisso de Boncourt (1781-1838), na França. Exila-se em Berlim durante a Revolução Francesa, que arruinou sua família, e lá desenvolve pesquisas na área de ciências naturais. De suas obras, além de poemas e baladas, constam Viagem ao redor do mundo, A língua dos havaianos e A história maravilhosa de Peter Schlemihl, única traduzida para o português.

Chamisso_historia_maravilhosa_163

Adelbert von Chamisso
Trad.: Marcus Vinícius Mazzari
Estação Liberdade
136 págs.