Dom Casmurro

setembro 2017 / Dom Casmurro / 3 poetas

Texto publicado na edição #209

3 poetas

Poemas de Priscila Merizzio, Milton Resende e Ademir Assunção

> Por RASCUNHO

PRISCILA MERIZZIO

Meu coração, se fosse mulher seria
Daquelas que giram as bolsas nas vielas e têm o rosto
Cheio de vincos, os dentes desgastados de cigarro
Um mau hálito de tanto sorrir sentindo a úlcera pinçar

•••

Quero destituir o medo
Esqueço que ele é uma farinha
Ladeando as artérias
Borrando os olhos, criando
Sombras e pontos-cegos
Está na água que bebo
No chilrear das aves de domingo
Está intrínseco em tudo
Exceto nas florestas
O medo tem medo das florestas,
Pois nas copas das árvores
Está a mão de Deus

Priscila Merizzio
Nasceu em Curitiba (PR). Escreveu dois livros de poemas: Minimoabismo (2014), semifinalista no Prêmio Oceanos 2015, e Ardiduras (2016). É idealizadora e coordenadora do projeto Pulmões Versos. Faz mestrado em Letras na Universidade Tecnológica Federal do Paraná.

>>>

MILTON RESENDE

Expurgo

hoje eu mordi
um chumaço de
papel higiênico
para estancar
(ou tentar conter)
o sangramento
da língua dilacerada:
como um cadáver
antecipado que devora
o seu próprio sudário.

•••

Réquiem II

cérebro inchado
em recônditas gavetas,
minha cabeça não deixa
de doer. fui de mim
o meu maior inimigo.

Milton Rezende
Nasceu em Ervália (MG), em 1962. Funcionário público, atualmente trabalha e reside em Varginha (MG). É autor, entre outros, de O acaso das manhãs (1986), Uma escada que deságua no silêncio

>>>

ADEMIR ASSUNÇÃO

Iguais, mas diferentes

Um homem pode encher o mundo de poesia
ou de lamúria

Um homem pode dar prazer
ou muita dor

Um homem pode ser deus pode ser ateu
pode ser sábio pode ser otário

Um homem pode ser astronauta pode ser trapaceiro
pode ser bilíngue pode ser porteiro

Um homem pode ser incendiário pode ser cantor
pode ser polícia pode ser ator

Um homem pode ser capitalista pode ser comunista
pode ser um astro pode ser nefasto

Um homem pode se masturbar pode rezar
pode ser só pode meter o narigão no pó

Um homem pode ser senador pode ser honesto
pode ser cientista pode ser modesto

Um homem pode ser comido pode ser gostoso
pode ser sensível pode ser medroso

Um homem pode ser aventureiro pode ser guerreiro
pode viver em Madri ou no Rio de Janeiro

Um homem pode pedir abrigo pode ser amigo
pode cair na estrada pode fazer burrada

Um homem pode dançar na chuva pode ser piloto
pode dar bandeira pode brincar com lobo

Um homem pode ser prefeito pode frequentar terreiro
pode ser eleito ou cantar no chuveiro

Um homem pode ser charlatão pode ser casca grossa
pode ser bonachão pode cair na fossa

Um homem pode dar a volta ao mundo pode ter dinheiro
pode projetar foguete ou ser maconheiro

Um homem pode ser um gênio pode ser pacato
pode ter amante pode ser um chato

Um homem pode ir em cana pode gostar de xana
pode beber em Vila Rica pode gostar de pica

Um homem pode andar nas nuvens pode ser porreta
pode escalar montanha se der na veneta

Um homem pode dar o fora pode estar por dentro
pode gostar de farra e detestar coentro

Um homem pode encher a vida de vida
ou pode encher a vida de morte

Um homem pode
Uma mulher também

Ademir Assunção
É poeta e jornalista. Seus livros mais recentes são Ninguém na Praia Brava (ficção, 2016) e Pig Brother (poesia, 2015). Vive em São Paulo (SP).

Print Friendly